Nesta sexta, o Cine Clube Brasil Itália exibe a história de Santo Agostinho

Santo Agostinho é uma cinebiografia de Agostinho de Hipona (354 – 430), um dos grandes nomes do Cristianismo e um dos maiores filósofos da Humanidade. Rossellini focaliza a principal fase da vida e da obra de Agostinho: o momento em que se torna bispo de Hipona. Com rigor histórico e realismo, o filme mostra seu combate aos heréticos donatistas, a sua famosa oratória, suas idéias e a realização de seus principais livros, como ‘Confissões’ e ‘Cidade de Deus’. Este é um dos melhores trabalhos de Rossellini e uma oportunidade imperdível de se conhecer um pouco mais sobre a vida e a obra de Santo Agostinho.

Título Original: Agostino d’Ippona
 Gênero: Drama | Biografia | Religioso
 Ano de Lançamento: 1972
 Duração: 121 min
 País de Produção: Itália
 Diretor(a): Roberto Rossellini

Nesta sexta, dia 25 de janeiro. Sessões às 9h00; 17h00 e 19h00.

Entrada franca

Clássico Sócrates de Rosselini esta sexta no Cine Clube Brasil Italia

Com direção do mestre italiano Roberto Rossellini, esta superprodução retrata o final da vida de Sócrates, um dos maiores filósofos da Humanidade. Em especial seu julgamento e sua condenação à morte, com destaque para os célebres diálogos socráticos: “Apologia”, discurso de defesa do filósofo; “Críton”, em que um dos seus discípulos tenta convencê-lo a fugir da prisão; e “Fédon”, com seus últimos ensinamentos antes de tomar a cicuta.

 

Sócrates é mais uma aula de cinema de Rossellini e um programa obrigatório para os interessados em Filosofia.
Titulo Original Socrate
Gênero Drama
Atores Jean Sylvère, Anne Caprile, Beppe Mannaiuolo, Ricardo Palacios, Antonio Medina, Julio Morales, Emilio Miguel Hernández…
Direção Roberto Rossellini
Idioma Italiano
Ano de produção 1971
País de produção Espanha / Itália / França
Duração 120 min.

Imperdível, veha conferir, esta sexta, dia 21.

Sessão as: 09h00, 12h00, 17h00 e 19h00.

Entrada franca.

 

 

 

Roma, Cidade Aberta

Roma, Cidade Aberta do diretor Roberto Rosselini é o filme desta sexta feira abrindo as atividades de março no Cine Clube Brasil Italia.

Entre 1943 e 44, a cidade de Roma, está sob ocupação nazista e é  declarada “cidade aberta”, para evitar bombardeios aéreos. Nas ruas, comunistas e católicos deixam suas diferenças de lado para combater os alemães e as tropas fascistas.

Todo este clima, é pano de fundo para para a história de um dos líderes da Resistência, Giorgio Manfredi. Ele planeja entregar um milhão de liras para seus compatriotas.

Escondido dos nazistas no apartamento de Francesco, pede ajuda à noiva de de seu amigo, Pina, que está grávida. Giorgio planeja deixar um padre católico, Don Pietro, fazer a entrega do dinheiro. Quando o prédio é cercado.

Francesco é preso pelos alemães e levado para um caminhão. Gritando, Pina corre em sua direção e é metralhada no meio da rua. Giorgio foge para o apartamento de sua amante, Marina, sem imaginar que este seria o maior erro da sua vida.
Filmado logo após a libertação da itália, em locações reais e com atores amadores, Roma, Cidade Aberta tornou-se o marco inicial do neo-realismo italiano, que mostrou ao mundo que era possível se fazer cinema mesmo sob as condições mais precárias. O filme é considerado um dos maiores da história do cinema pela crítica mundial.

Titulo Original: Roma, Città Aperta
Gênero Drama
Elenco Anna Magnani, Aldo Fabrizi,
Direção Roberto Rossellini,
Ano de produção 1945
País de produção Itália
Duração 97 min.

Em exibição esta sexta, dia 05  às 09h00, 17h00 e 19h00. Entrada franca.